sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

HSBC pagas PLR no dia 26/02 mas não paga parcela do programa próprio

O HSBC anunciou o pagamento da PLR, mas para os bancários a notícia não é das melhores. Foram informados os valores que serão pagos no dia 26, sexta-feira, mas o balanço do banco ainda não foi di-vulgado – o que foi prometido para a pró-xima segunda-feira, dia 1º de março. A empresa vai pagar a regra básica, mas o valor do adicional é muito baixo: o total é de R$ 680 e, descontando a primeira par-cela, já paga em outubro, sobram R$ 428,41 para serem depositados para os empregados no final da semana.
Aos bancários, resta esperar pela publica-ção dos resultados do último ano. “Existe insatisfação entre os empregados, mas é necessário fazermos uma análise técnica do balanço, que só sai na segunda-feira, para que possamos entender qual a priori-dade do banco e quanto foi direcionado à valorização dos empregados”, pondera Rubens Branquinho, representante da Fe-deração na COE do HSBC.

Futuro antes do presente

Com relação à PPR, a notícia é ainda pior: a PPR B de 2009 não será paga, sob ale-gação de que as metas financeiras não fo-ram atingidas e a PPR C (PSV) será dedu-zida da PLR. Ao invés de pagar o devido, o banco vai adiantar 15% da PPR B de 2010, que seria pago no primeiro trimestre de 2011. Os valores já foram anunciados e vão de R$ 493,76 para salários até R$ 2 mil a R$ 805,61 para vencimentos acima de R$ 4 mil. “No lugar de antecipação da PPR de 2010 o banco deveria bonificar seus empregados com um pagamento dife-renciado e com teor motivacional”, defen-de Renata Soeiro, que também representa a Federação junto à COE.
Fonte Rubens Branquinho COE do HSBC